Log in
updated 1:42 AM BRST, Nov 27, 2020

Grupo empresarial de Orlândia, SP, nega fraude em licitações para compra de marmitas no DF

Suspeito de licitações fraudulentas para fornecimento de medicamentos a hospitais públicos, restaurantes e presídios em diferentes estados, incluindo o Distrito Federal (DF), o grupo Eldorado, com sede em Orlândia (SP), participação negativa em esquemas ilícitos. Na quarta-feira (11), três empresas do grupo foram alvos de sete mandados de busca ...

imagem

Suspeito de licitações fraudulentas para fornecimento de medicamentos a hospitais públicos, restaurantes e presídios em diferentes estados, incluindo o Distrito Federal (DF), o grupo Eldorado, com sede em Orlândia (SP), participação negativa em esquemas ilícitos.

Na quarta-feira (11), três empresas do grupo foram alvos de sete mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação Decepticons. As ordens foram emitidas pela Justiça do DF a pedido da Coordenação Especial de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Cecor), que chefia a investigação.

Outros 20 mandados de busca e apreensão foram cumpridos na capital paulista, Santo André (SP), em cidades de Goiás e no Distrito Federal. Não houve prisões.

Documentos relacionados a licitações e mídias digitais foram recolhidos nos endereços percorridos pela polícia. A análise deles poderá demandar novas fases da operação.

De acordo com o delegado Guilherme Sousa Melo, as empresas de dois grupos empresariais começaram a ser investigadas há oito meses, após serem levantadas suspeitas sobre os pregões eletrônicos dos quais elas participavam para fornecer marmitas.

Os indícios surgiram a partir da contestação das próprias empresas derrotadas em um processo licitatório no DF.

Durante a investigação, a Polícia Civil apurou que os suspeitos usavam um software não permitido nos pregões. Desta forma, os chamados “robôs” davam lances em uma velocidade sobre-humana e com diferença ínfima de valores, o que dava vantagem aos licitantes envolvidos no esquema.

Ainda segundo o delegado, o valor das fraudes gira em torno de milhões de reais. Os suspeitos são investigados por fraude em licitações, corrupção ativa e passiva, falsidade documental e organização criminosa. Além de empresários e funcionários, também é apurado o envolvimento de agentes públicos.

 

Grupo nega irregularidades

O grupo Eldorado informou que não utilizou qualquer dispositivo eletrônico para obter vantagem nos procedimentos licitatórios ou participou de conluios nos procedimentos.

"A afirmação vinculada de que as empresas ligadas ao grupo fraudavam as licitações é irresponsável e temerária, antes de concluído o procedimento investigatório. Inclusive, desrespeita o próprio mandado de busca e apreensão acerca da determinação para que sejam respeitados os princípios constitucionais do contraditório e da ampla defesa”, diz a nota.

Ainda segundo grupo, uma empresa não venceu os contratos investigados. Desta forma, não há benefícios de numerários.

Last modified onSábado, 28 Dezembro 2019 16:41
Sjb Agora

Sjb Agora - TV Sjb - FM Sjb -Site de Noticias de São Joaquim da barra e região. http://sjbbr.com

Website: www.sjbagora.sjbbr.com
Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

 

 
 

TV SJB - Inscreva-se

 


Template Design © Arte Publicidade by . All Rights Reserved.